PESQUISA INÉDITA REVELA QUE BRASILEIRO APROVA TELEMEDICINA
   A Conexa Saúde e o Datafolha acabam de lançar a Pesquisa inédita “Telemedicina no Brasil” para entender a aceitação e adoção da telemedicina por médicos e da população em geral a partir da pandemia da Covid-19. Realizado entre os meses de novembro...
ANS DIZ QUE PLANOS DEVEM AUTORIZAR RT-PCR DE FORMA IMEDIATA
   As solicitações médicas de exame RT-PCR, para diagnóstico de covid-19, que atendam às condições da cobertura obrigatória devem ser autorizadas de forma imediata pelas operadoras de planos de saúde. A determinação é da Agência Nacional de Saúde Sup...
COM POUCO KIT INTUBAÇÃO, HOSPITAIS PRIVADOS DE SP MUDAM PROTOCOLOS NAS UTIS
   Um levantamento feito pelo Sindicato de Hospitais, Clínicas e Laboratórios no estado de São Paulo aponta para o desabastecimento do chamado 'kit intubação' nos hospitais particulares. Diante da falta dos medicamentos, os hospitais mudaram o protoc...

PLANOS DE SAÚDE TÊM QUE ATENDER INADIMPLENTES DURANTE PANDEMIA

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) aprovou o desbloqueio de cerca de R$ 15 bilhões de reservas técnicas das operadoras de planos de saúde para serem usados no combate ao coronavírus.

No entanto, para ter acesso a esses recursos, a ANS exige que elas assinem um termo se comprometendo a atender usuários inadimplentes durante a pandemia, além de renegociar as dívidas desses clientes. A medida seria válida até 30 de junho, mas depende da adesão das empresas.

Entenda os principais pontos da decisão:

Como fica o atendimento aos inadimplentes?

A lei de planos de saúde já garante a manutenção do atendimento a usuários com faturas em atraso por 60 dias, consecutivos ou não, tanto no caso dos contratos individuais com no de familiares.

O que a ANS propôs na quarta-feira é que, a partir da data da assinatura do contrato até o dia 30 de junho, as operadoras de plano de saúde garantam o atendimento aos inadimplentes, mesmo que passados os 60 dias previstos em lei.

A dívida será perdoada?

Não. O consumidor terá que pagar as prestações em aberto. O que a ANS pede é que as operadoras tenham o compromisso de oferecer a renegociação desses débitos e a manutenção da assistência durante a pandemia.

Por isso, a recomendação é que, se possível, as mensalidades de planos de saúde sejam pagas em dia. Caso contrário, terá que arcar, passada a pandemia, com as mensalidades usuais, mais o parcelamento da dívida feita durante a crise.

Todos os contratos serão beneficiados por esse acordo?

Não. O termo de compromisso determina que as operadoras preservem a assistência aos beneficiários dos contratos individuais e familiares, coletivos por adesão e coletivos com menos de 30 (trinta) beneficiários, no período compreendido entre a data da assinatura do termo de compromisso com a ANS e o dia 30 de junho de 2020.

Como ficam os contratos empresariais?

Para esses contratos vale a negociação entre as empresas e as operadoras de planos de saúde.

 Qual é o acordo em relação aos prestadores de serviços?

 As operadoras deverão se comprometer a pagar regularmente a rede prestadora de serviços de saúde (hospitais, laboratórios e clínicas) os valores devidos pela realização de procedimentos e/ou serviços que tenham sido realizados entre 4 de março de 2020 e 30 de junho de 2020.

Durante a reunião, a diretoria chegou a recomendar que os prazos de pagamento não ultrapassem 30 dias, no caso das operadoras de grande porte, e de 60 dias, para as de  menor porte.

Segundo fontes, a grande preocupação com a rede de prestadores de serviços se dá pelo fato de que, nos últimos 30 dias, boa parte deles teve uma redução significativa de seu fluxo de caixa, alguns de até 80%, devido à suspensão de procedimentos eletivos e a ampliação de prazo de todos os demais atendimentos, exceto os de urgência e emergência.

 O acordo já está válido?

Não. O texto aprovado ontem pela diretoria da ANS foi enviado à Procuradoria Federal para apreciação. A expectativa é que o documento deve retornar aos executivos da reguladora ainda nesta quinta-feira. Mas o termo só será válido após a assinatura das operadoras. Elas não são obrigadas a assinar. Mas só poderão ter acesso aos recursos do fundo se assinarem.

 O que é a reserva técnica das operadoras?

O fundo garantidor ou reserva técnica é composto de recursos das próprias operadoras que ficam bloqueados pela ANS, principalmente, para garantir o pagamento de atendimentos futuros a prestadores e a manutenção da assistência aos usuários de planos de saúde, caso a operadora enfrente algum problema financeiro.

A decisão de ontem da ANS prevê a liberação de R$ 15 bilhões de um total de R$ 40 bilhões que estão nesse fundo, caso as operadoras assinem o termo de compromisso.

 (Fonte: Agência O Globo)

SINDHOSP/SL REALIZA ASSEMBLEIA

SINDHOSP/SL REALIZA ASSEMBLEIA

Foi realizada na última quinta-feira, dia 29, uma Assembleia Extraordinária do SINDHOSP/SL com a participação de vários associados. A pauta, Leia Mais
SINDHOSP/SL ELEGE NOVA DIRETORIA

SINDHOSP/SL ELEGE NOVA DIRETORIA

Em Assembleia Geral, realizada no último dia 12 de abril, o Sindicato dos Estabelecimentos Prestadores de Serviços de Saúde de Leia Mais
PREFEITO EDUARDO BRAIDE SE REÚNE COM DIRETORES NACIONAIS DA REDE D'OR QUE ANUNCIAM  CONSTRUÇÃO DE NOVO HOSPITAL EM SÃO LUÍS

PREFEITO EDUARDO BRAIDE SE REÚNE COM DIRETORES NACIONAIS DA REDE D'OR QUE ANUNCIAM CONSTRUÇÃO DE NOVO HOSPITAL EM SÃO LUÍS

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide, recebeu diretores nacionais da Rede D’Or. Os diretores anunciaram a construção de um Leia Mais
CURSO GRATUITO SOBRE AUTOMAÇÃO DE PROCESSOS

CURSO GRATUITO SOBRE AUTOMAÇÃO DE PROCESSOS

Você já ouviu falar em Supply Chain 4.0? É a gestão da cadeia de suprimentos aplicada às inovações da Indústria Leia Mais
RECEITA LIMITA BENEFÍCIO FISCAL PREVISTO PARA EMPRESAS COM CASOS DE COVID-19

RECEITA LIMITA BENEFÍCIO FISCAL PREVISTO PARA EMPRESAS COM CASOS DE COVID-19

A Receita Federal limitou o benefício fiscal previsto na Lei 13.982/2020, sancionada no início da epidemia do coronavírus, que permite Leia Mais
CFM DIVULGA RELATÓRIO SOBRE O DESENVOLVIMENTO DE VACINAS CONTRA A COVID-19 NO BRASIL E NO MUNDO

CFM DIVULGA RELATÓRIO SOBRE O DESENVOLVIMENTO DE VACINAS CONTRA A COVID-19 NO BRASIL E NO MUNDO

O Conselho Federal de Medicina (CFM) publicou um relatório com considerações acerca das pesquisas que estão sendo realizadas para a Leia Mais
APLICATIVO QUE ANALISA RADIOGRAFIA EVOLUI E IDENTIFICA OUTRAS DOENÇAS ALÉM DA COVID-19

APLICATIVO QUE ANALISA RADIOGRAFIA EVOLUI E IDENTIFICA OUTRAS DOENÇAS ALÉM DA COVID-19

Em tempos de pandemia de covid-19, encontrar ferramentas para identificar mais rapidamente esta e outras doenças tem desafiado pesquisadores do Leia Mais
SOFTWARE AJUDA A PREVER MORTALIDADE EM PACIENTES QUE TIVERAM EMBOLIA PULMONAR AGUDA

SOFTWARE AJUDA A PREVER MORTALIDADE EM PACIENTES QUE TIVERAM EMBOLIA PULMONAR AGUDA

A embolia pulmonar aguda (EPA) é a terceira causa de mortalidade mundial. O quadro é caracterizado pela obstrução das artérias Leia Mais
PLANOS DE SAÚDE TÊM QUE ATENDER INADIMPLENTES DURANTE PANDEMIA

PLANOS DE SAÚDE TÊM QUE ATENDER INADIMPLENTES DURANTE PANDEMIA

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) aprovou o desbloqueio de cerca de R$ 15 bilhões de reservas técnicas das Leia Mais
  • 1

INFORMATIVO

BENEFÍCIOS

COMUNICADO

AGENDA

ÁREA DO ASSOCIADO

MENSAGEM DO PRESIDENTE

DrPedro

MENSAGEM DO PRESIDENTE

 

 

 

FOTOS

© 2019 SINDHOSP/SL. Todos os Direitos Reservados.