Apenas 11% das ações previstas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) para a área da saúde foram concluídas desde 2011, ano de lançamento da segunda edição programa.

Das 24.066 ações sob responsabilidade do Ministério da Saúde ou da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), pouco mais de 2.500 foram finalizadas até dezembro do ano passado. A denúncia é do Conselho Federal de Medicina (CFM), que, a partir dos relatórios oficiais do programa, criticou o baixo desempenho dos projetos – reflexo do subfinanciamento crônico da saúde e da má gestão administrativa no setor.

Mais de 2,4 milhões de meninas já foram vacinadas contra HPV em todo o país, nas três primeiras semanas da campanha, segundo balanço divulgado nesta segunda-feira (31) pelo Ministério da Saúde. O número representa 58% da meta do Ministério da Saúde, que é vacinar 80% do público-alvo, o equivalente a 4,1 milhões de meninas na faixa etária de 11 a 13 anos. A vacina utilizada no Brasil é segura e recomendada pela Organização

O juiz pode determinar o bloqueio de bens necessários para o fornecimento de medicamentos segundo o seu prudente arbítrio e desde que com adequada fundamentação. A decisão é da Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao julgar recurso repetitivo no qual se discutia a possibilidade de o juiz determinar, em ação ordinária, o bloqueio de verbas do estado para fornecimento de medicamentos a portadores de doença grave.

 

Faleceu em Goiânia, o médico e fundador do SINDHOESG e um dos fundadores da FENAESS,

Francisco Ludovico de Almeida Neto. Pioneiro da medicina goiana, Chico Ludovico, como era mais conhecido pelos  colegas de profissão, amigos e pacientes, morreu aos 87  anos de idade.

 

A nova secretária de Saúde de São Luís é a médica Helena Duailibe, que assumiu a pasta na última segunda-feira, 3, com o desafio de dar maior resolutividade aos serviços prestados pela rede municipal de saúde e amenizar problemas como a superlotação dos hospitais de urgência e emergência.

Entidades médicas criticaram, nesta quarta-feira (5), uma portaria do Ministério da Saúde que, segundo eles, limita a realização de mamografias por mulheres com menos de 50 anos no serviço público de saúde. 

Integrantes do CFM (Conselho Federal de Medicina), do CBR (Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem), da Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e da SBM (Sociedade Brasileira de Mastologia) argumentam que a portaria, publicada em novembro de 2013,

Página 7 de 9