Mais de 20 milhões de adolescentes brasileiros devem buscar os postos de saúde para receber a vacina HPV. A convocação é do Ministério da Saúde, que lança nesta terça-feira (4/9) uma Campanha Publicitária de Mobilização e Comunicação para a Vacinação do Adolescente contra a doença. A expectativa é de vacinar 9,7 milhões de meninas de 9 a 14 anos e 10,8 milhões de meninos de 11 a 14 anos. Para garantir a vacinação deste público, o Ministério da Saúde investiu R$ 567 milhões na aquisição de 14 milhões de vacinas. A vacina HPV é eficaz e protege contra vários tipos de cânceres em mulheres e homens.

Método criado por brasileiros harmoniza partes de medicamentos já prescritos para criar substâncias capazes de matar bactérias resistentes. Versão testada em ratos combina o mosaico antimicrobiano com molécula presente na goiaba.

As infecções causadas por bactérias resistentes são um dos grandes desafios do século. Os micro-organismos respondem pouco aos antibióticos disponíveis, agravando a situação do paciente e podendo levá-lo à morte. Preocupada, a Organização Mundial da Saúde (OMS) tem alertado sobre a importância de combater esses patógenos, que adoecem cerca de meio milhão de pessoas, estima a entidade. Nesse sentido, um grupo internacional liderado por brasileiros desenvolve um método de produção de antibiótico capaz de matar as superbactérias e que poderá ser usado, inclusive, para a remodelar a fabricação de remédios já existentes.

Os cientistas utilizaram um algoritmo que imita o processo natural de como os genes se recombinam durante a reprodução — um mecanismo importante na evolução dos seres vivos. Para formar um antibiótico potente, o programa junta características de diversas substâncias antimicrobianas a uma molécula encontrada na semente da goiaba. Batizado de guavanin 2, o produto foi testado em ratos e se mostrou eficaz contra bactérias resistentes aos medicamentos comuns.

O presidente do SINDHOSP/SL, Pedro Wanderley de Aragão, integrou o grupo de diretores da Fenaess que participou do curso Media Training - O Relacionamento com a Imprensa, que foi ministrado pelo repórter da Tv Globo, Júlio Mosquera, e pelo jornalista e consultor de gerenciamento de crise, José Carlos Tedesco.

Estudo recente do Ministério da Saúde mostra que em 10 anos índice cresceu 61% em maiores de 18 anos que moram em capitais. Ter hábito saudável é essencial para controlar a doença.

Os delegados representantes dos sindicatos filiados à FENAESS participaram no último dia 8 de novembro, da eleição para a nova diretoria da Federação para o triênio 2017-2020. Com votação em chapa única, Dr. Breno de Figueiredo Monteiro, foi reeleito para o cargo de presidente da Federação. O SINDHOSP São Luís ocupa um dos cargos.

Página 3 de 9